sexta-feira, 11 de maio de 2007

O LUAR DO SERTÃO ILUMINANDO A POÉTICA DE CATULO DA PAIXÃO CEARENSE





Catulo da Paixão Cearense
(São Luiz 1863 - Rio de Janeiro 1946)
Poeta e compositor maranhense

O Milagre de São João”

E agora eu peço a sa dona,
que é muié civilizada,
que é muié de inducação,
pelo que não arrepare
na minha comparação .

As caderas de Joaninha
tava sadia istufada,
como uma pedra encalhada
na beira de um riachão,
que as água que vai passando,
vai, aos poucos arrendondando
inchando, que nem balão,
inté ficá tão redonda
como as anquinhas macia
de uma bonita nuvia,
que ainda fica assustada,
vendo um touro, um barbatão.

Nenhum comentário: