quarta-feira, 6 de junho de 2007

LUZ




Enzo Carlo Barrocco

Luz se
assombra
se
alonga
no teu rosto
crepúsculo vário
divide o tempo
divulsão

depois da tarde
arde a vela
bela madrugada
luz.

Um comentário:

Analuka disse...

Enzo, deixo um respingo de luz e cor por aqui, e recolho um fiapo desta claridade assombrada... Abraço alado.