sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

POEMA PARA NÃO DESESPERANÇAR

Enzo Carlo Barrocco





















Falemos de flores, bem como de pedras,
de árvores, de pores-do-sol,
porque hoje ainda é tempo
e o sol ilumina nossos rostos. 

Falemos, portanto, da alegria, bem como do riso,
das crianças, do luar,
porque Deus recostado em nossas portas
olha-nos com extraordinária simpatia.

Um comentário:

Alessandra disse...

simpático/belo teu olhar, poeta!