quarta-feira, 12 de março de 2008

MARÇO

Enzo Carlo Barrocco


Foto: Mônica Barroso

Surgem março e suas altas marés
invadindo a alma de quem se demora,
a baía cresce sob meus flavos pés,
o sol que me acompanha está indo embora.

Uma chuva forte enegrece o dia
inundando-me a boca, inesperadamente,
e as águas turvas da agitada baía
sobem, sobem intimidando a gente.

Na velha amurada de uns tantos anos
a força d’água, então se mostra grande;
na paisagem somem os casarões antigos,

pelas ruas já não tem mais quem ande;
trovões e raios deixam seus avisos
enquanto a noite devagar se expande.

Nenhum comentário: