quinta-feira, 8 de maio de 2008

RENATO E SEUS BLUE CAPS E A MÚSICA NO JIRAU



Título: 20 Super Sucessos
Intérpretes: Renato e Seus Blue Caps
Gravadora: Polidisc

A gravadora Polidisc, dentro do seu projeto “20 Super Sucessos” também presenteou o Grupo Renato e Seus Blue Caps com vinte canções da carreira da banda, que não são poucas, por sinal. Os irmãos Renato, Edson e Paulo César moradores do bairro da Piedade, no Rio, formaram a banda no início dos anos 1960. Aliás, o primeiro nome da banda foi Bacaninhas do Rock da Piedade que foi, não se sabe por que, censurado na época. Renato e seus pupilos se apresentaram em vários programas de rádio e televisão, como Os Brotos Comandam, na antiga TV Rio, que era apresentado pelo cantor e compositor espírito-santense Carlos Imperial (Cachoeiro do Itapemirim 1935 – Rio de Janeiro 1992) . O primeiro compacto foi gravado em 1962. Em 1963, Edson saiu do grupo e foi tentar carreira solo com o nome de Ed Wilson. Entra em cena, para o lugar de Edson, um certo Erasmo Carlos, que saiu logo em seguida. Tony e mais tarde Gelson (bateria), Carlinhos (guitarra) e Cid (saxofone) completavam o quinteto. Pois bem! A seleção musical deste CD traz algumas versões que eram a marca registrada de Renato Barros, com a preciosa ajuda de Rossini Pinto, mestre em transformar pérolas estrangeiras em versões para o português. Essa seleção traz verdadeiros clássicos da carreira do grupo. Como: Meu Bem Não Me Quer (Sid Herring/Renato Barros), Darling, Darling (Penny/Rossini Pinto), Não Vá embora sem me Dizer (Renato Barros), Coitadinha de Você (Marcos Torraca), Faça o Que Digo Mas Não Faça o Que Eu Faço (Gil/Jean), Quando a Cidade Dorme (Leno), Será Mentira ou Será Verdade (Salvador Bellone / Versão: Pedrinho). Mauro Mota dá a sua contribuição em Eu Não Aceito Teu Adeus, em parceria com Renato Barros. Raul Seixas, veja só!, quando ainda se assinava Raulzito aparece na composição de duas canções: Obrigado Pela Atenção e Playboy, esta em parceria com Pedro Paulo. São músicas com a marca registrada do movimento da Jovem Guarda e a batida inconfundível desta banda que ainda faz shows por aí reeditando seus antigos sucessos.

Nenhum comentário: