sábado, 9 de agosto de 2008

UM FLOR DO CANTEIRO DE ASCHER


Nelson Ascher
(São Paulo 1958)
Poeta, ensaísta e crítico literário paulista

OUTRA GATA

Embora seja tão
minúscula, está viva
a gata que se esquiva
enquanto minha mão,

com mais de um arranhão,
conclui a tentativa
inútil e, à deriva,
afaga o nada em vão.

Fruindo em paz de sete
vidas, no entanto, a gata
faz sua toilette

e assim não se constata
que esconde um canivete
suíço em cada pata.

Nenhum comentário: