terça-feira, 2 de dezembro de 2008

O DIÁRIO DOS PENSADORES - PÁGINA 33


Poeta convive com uma certa anomalia

de olhar para dentro de si todo dia.

- Eliana Mora (Rio de Janeiro 1948 - poeta fluminense


O invejoso chora mais o bem alheio que o próprio dano.


- Francisco de Quevedo y Villegas (Madri 1580 – Villanueva de los Infantes 1645) poeta espanhol


Quando não se tem aquilo que se gosta é necessário gostar-se daquilo que se tem.

- Eça de Queiroz (Povoa do Varzim 1845 – Paris 1900) contista e romancista português


A simplicidade é a mais difícil coisa que se pode obter, é o último limite da experiência e o maior esforço de genialidade.


- Georges Sand (Paris 1804- Nohant 1876) romancista francesa


A terra não pode ser mera reserva de valor para os que especulam com o seu preço, por que só nela os homens encontram a vida.

- Ulysses Guimarães (Rio Claro 1916 – Em um desastre de helicóptero, mar de Angra dos Reis 1992) político paulista, cognominado “O Senhor Diretas”.


A verdade científica é sempre um paradoxo, se julgada pela experiência cotidiana que se agarra à aparência efêmera das coisas.

- Karl Marx (Trier 1818 –Londres 1883) economista, político, filósofo e ensaísta alemão


Cada geração ri de seus pais, ridiculariza seus avós e admira seus bisavós.

- William Somerset Maughan (Paris 1874 – Londres 1965) romancista, contista, dramaturgo e ensaísta inglês nascido na França


Só podemos falar francamente sobre nossos defeitos para aqueles que conhecem nossas qualidades.

- André Maurois (Elbeuf 1885 – Paris 1967) romancista e biologista francês


Decreta-se que nada será obrigado nem proibido,

tudo será permitido,

... só uma coisa fica proibida:

amar sem amor.

- Thiago de Melo (Bom Socorro, distrito do município de Barreirinha 1926) poeta amazonense


Do mesmo papel em que lavrou a sentença contra um adúltero, o juiz rasgará um pedaço para nele escrever umas duas linhas amorosas à esposa de um colega.

- Michel de Montagne (Bordeaux 1533 – Idem 1592) ensaísta francês


Nenhum comentário: