quarta-feira, 1 de julho de 2009

POEMA ANTIGO


Enzo Carlo Barrocco





A casa de estilhas e taipa,

o menino de ontem,

o chão de barro -

O pai, a mãe, a paisagem,

o branco terreiro de todos os dias,

O igarapé próximo, próxima lembrança.


Caminhos para desconhecidos lugares,

um rádio,

o céu de criança que fui,

o céu do século passado,

poema antigo.



Nenhum comentário: