terça-feira, 11 de agosto de 2009

DA LAVRA POÉTICA DE ADELAIDE LESSA


EVOLUÇÃO


Adelaide Lessa

Paulista da Capital

83 anos


Seremos de tal lirismo
que por descuido somente
voltaremos ao instinto
de comer os grãos de pólen.
Tão luminosos seremos,
de tal pureza divina,
que em nós haverá tormento
se o néctar for ingerido
e mancharemos o amor
se houver escolha de sumo
e pesaremos o dobro
com o perfume dos frutos.



Nenhum comentário: