terça-feira, 15 de junho de 2010

A POESIA PERNAMBUCANA DE ADELMAR TAVARES


O POEMA


Poema sem título

Uma barquinha branca... uma cabana...
e em volta da cabana coqueirais...
o mar em frente... A vida soberana
de ser pobre e pescador...

viver feliz com o teu amor
e nada mais.

Ou no cimo do monte – uma choupana...
e em volta da choupana – laranjais...
Soprar a flauta quérula de cana,
ter um rebanho e ser pastor...
viver feliz com o teu amor
e nada mais.




O POETA

Adelmar Tavares
da Silva Cavalcante, poeta pernambucano (Recife 1888 – Rio de Janeiro 1963), considerado o maior trovador do Brasil ganhou em 1997 uma biografia completa escrita pelo poeta e ensaísta paranaense Eno Teodoro Wanke (Ponta Grossa 1929 – Rio de Janeiro 2001). Embora tenha sido um sonetista exímio e tivesse escrito belíssimos poemas livres, a trova foi, realmente, o principal ofício do poeta. Adelmar pertenceu à Academia Brasileira de Letras.




Nenhum comentário: