terça-feira, 20 de julho de 2010

ALEX BRONDANI: O POETA E O POEMA


O POETA


Alex Brondani, gaúcho do Distrito de Arroio Grande, município de Santa Maria, poeta e contista, no convés da fragata desde 1974, é um dos novíssimos escritores que tem se destacado em vários concursos de poesias. O próprio poeta afirma que seus versos iniciais usam uma linguagem regionalista fortemente marcada pelo movimento nativista e tradicionalista do Rio Grande Sul. Embora os poemas de Brondani sejam de cunho intimista é perceptível a diversidade de temas em sua lavra. Saudemos Alex Brondani e sua excelente escrita.


O POEMA


Porto Alegre amanhecia lentamente.

Da minha janela o Guaíba era um Postal

E tu, linda e nua, em minha cama

Era um anjo caído de um céu de lantejoulas

Adormecida nos meus braços de poeta.

Naquela profusão de sentimentos tão recentes

O tempo manso escorria junto as águas

E a vida inteira reduzida aquele instante

Era apenas fragmento do que fui.

Teu corpo em mim e minha alma dividida.

E agora que já não tenho o teu olhar

Quase morro de saudade a esperar

Sem saber se um dia ainda de novo eu te verei.



Nenhum comentário: