terça-feira, 27 de julho de 2010

CANÇÃO

Enzo Carlo Barrocco



Cada vez que vens ao meu encontro
trazes um pouco de brisa e de afeto,
teu sorriso se abre, um girassol
que se mostra inteiro para o dia.

Vens cantando como uma ave canta
no início da manhã. E então me olhas,
e te aproximas (lua de janeiro)
entre as brumas matutinas que se formam.

Carregas contigo esse perfume
que exalas pelos cômodos da casa,
fragrância que há tempos reconheço.

Podes vir te aguardo intensamente:
Não demora! Para que perdermos tempo?
E não esqueças da canção que prometeste!




Nenhum comentário: