quinta-feira, 10 de março de 2011

FLORES DE TRACUATEUA - CANTO Nº 01

Enzo Carlo Barrocco


DO ETERNO IMPEDIMENTO
Escrever sob encomenda,
ai! que impedimento vário,
é como a cana à moenda
girando ao lado contrário.

LÁBIOS POENTES
Sob teus lábios poentes
por mais que a lua descambe,
os meus lábios, língua e dentes
mordem, sugam, sorvem e lambe.

PARA DIAS MELHORES
Em tudo vejo a certeza
que dias melhores vêm,
meu verso por sobre a mesa
espera não sei por quem.

ALMA BRANCA
Para quem me fala rude
tenho luas no armário,
recolhi o mais que pude
do meu peito branco-agrário.

SONHOS NUBLADOS
Quantas coisas eu faria
com os meus sonhos nublados
que hoje, cedo do dia,
deixei em casa, acamados.

Nenhum comentário: