sexta-feira, 14 de outubro de 2011

SARASATE

Enzo Carlo Barrocco




Era uma luz rondando os muros;

lua amarela nas paredes silentes.

Como a madrugada vinha alta

somente os grilos mastigavam o tempo.



As parcas estrelas mantinham-se inertes

sobre o pouco de vida dos guardas sonolentos.



Sobreveio uma trama dos confins dos ergástulos.

 

Nenhum comentário: