sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

4ª TRÍADE DE MINICONTOS

Enzo Carlo Barrocco


WANDERLÉA E A JOVEM GUARDA

Wanderléa batera, por trás, o veículo de um senhor grisalho. À porta do delegado, uma jovem guarda  impediu-a de entrar prontamente. “Será que ela não me reconheceu” – pensou.   Ao entrar, torcendo a boca, olhou de soslaio à moça que só cumpria ordens.


PIXÉ

- “Cumpadi” levei a Sabazona pro mato. Foi lá no estirão do cedro. Quando fui fazer o “orar”, a nega “tava” com um “pixé” na “precheca”, “vôte!” não aguentei; vomitei todo o “cozidão” do “armoço”.


ALARME

O séquito acabara de sepultar Demétrio sob uma chuva fina, que depois tonou-se densa. O fato é que a terra, sob a ação da chuva, afundou deixando à mostra parte do caixão. O povoado se alarmou quando descobriu a ocorrência. 




Nenhum comentário: