terça-feira, 6 de março de 2012

UM BREVE CONTO DE LIA NORONHA

Rumo certo

Lia Noronha

 





Tentou abandonar aquela mulher como se ela fosse uma lata que restou da bebida consumida.Ela chorou derramou prantos e lágrimas tão quentes que a morte quase apertou seu coração.Mas ela clamou aos santos e anjos guardiães dos derrotados e eles a ouviram e cuidaram de amenizar sua dor.Não é assim que um amor de tantas temporadas termina.Cruel palavra ato insano porque a escolheste se não era sua verdadeira eleita?A vida deu-lhe provas de que seria duro viver sem ela.Ela te alertava te protegia te rumava e te dava tanto amor.Que nem dá pra acreditar que consigas dormir sem os braços seguros dela.
 

Nenhum comentário: