terça-feira, 17 de abril de 2012

A LUA DE CARATATEUA



Enzo Carlo Barrocco
                                                        Foto: Odilson Sá
 













No horizonte distante
sobre a ponta de terra,
onde se vê Mosqueiro,
a Vila é um ponto de luz
no quadrante escuro.

Há um navio fundeado à esquerda
que já não se enxerga.
O marulho na praia deserta;
sobre a baía
a lívida lua de Caratateua.


Nenhum comentário: