quarta-feira, 2 de maio de 2012

LIBÉLULAS RUBRAS - 3ª TRÍADE


Enzo Carlo Barrocco


PÁSSAROS NOTURNOS
Meus dedos
avulsos, lilases,
soturnos;
pequenos e vagos (que são)
pássaros noturnos.


VIA-LÁCTEA
A manhã desnuda-se
por sobre as casas,
os postes e
o mar; Via-Láctea –
boca azul de Deus.


PÉTALA LILÁS
É como
um rio cérceo
este poema disforme,
inseto jaz na pétala
lilás.

Nenhum comentário: