segunda-feira, 4 de março de 2013

SONHO, FACA E ETC.


Enzo Carlo Barrocco



















Querer, então que uma faca
Não fira o sonho que tens
Este sonho perpetuado
Nos olhos tristes de alguém.

Pois hoje quando dormires
Este sonho voltará
No escuro do inconsciente
A arma e um fraco luar.

A madrugada inquieta
Os astros sobre os telhados
O teu sonho e o fio da faca
Perenes e amargurados.


Nenhum comentário: