segunda-feira, 27 de maio de 2013

POEMAS EM UMA QUADRA - Nº 01


Enzo Carlo Barrocco



A LUZ DO FIM DO MUNDO

A luz nascedoura
nos confins do mundo
em breve pousará
no teu telhado.


UM POEMA PARA CADA DIA

Digo do azul
nesse céu aberto,
olhos curiosamente atentos
à beleza da hora.


AS DORES DA GUERRA

Ruas destruídas,
paredes vazadas, abandono;
à noite as metralhas
tencionam a barbárie. 


Nenhum comentário: