sexta-feira, 1 de novembro de 2013

CANÇÃO DO ÚLTIMO ENCONTRO

Enzo Carlo Barrocco 














Perdi teu sorriso nos caminhos
carregado por um vento torto
veja, meu amor, quantos espinhos
nos meus olhos. E a calma deste porto

põe-me angústia e dor dentro do peito.
A mão do tempo fechará, silente,
a eclusa deste amor desfeito;
a mudança, sei, é iminente.

A madrugada surge calmamente
a leste do meu rosto gris, nublado
pela saudade do teu riso ausente.

Contudo no horizonte se avizinha
outro sorriso ainda mais perfeito
e reporá em mim a luz que eu tinha.


Nenhum comentário: