segunda-feira, 13 de abril de 2015

A ÚLTIMA ESTAÇÃO

Enzo Carlo Barrocco






















Sabe aquele trem que diminuía a carreira
para encostar na última gare?
Pois é! Chegou regurgitando os últimos viventes.

Nem notei que tinhas descido
há três estações.
Inadvertidamente  te procurei
 entre os passageiros;
desembarquei atônito.
Incrédulo fiquei à plataforma
perscrutando a composição
que se recolhia.


Nenhum comentário: