segunda-feira, 4 de julho de 2016

PIERRE-JOSEPH PROUDHON NA SEARA DOS NOTÁVEIS




Pierre-Joseph Proudhon (Besançon 15.1.1809 – Paris 19.1.1865), jornalista francês, nascido numa família pobre só conseguiu estudar em Paris devido a uma bolsa, sendo que, depois, teve que abandonar o curso. Voltando a Besançon começou a trabalhar como tipógrafo já que tinha sido aprendiz nessa profissão na infância. Corria o ano de 1838 quando Proudhon voltou a Paris e fundou o jornal “Le Representant du Peuple”. Em 1843 viajou a Lion onde entrou em contato com os mutualistas, que pretendiam entregar as fábricas aos próprios trabalhadores. Ele não queria que a propriedade fosse um roubo (anteriormente tinha afirmado); a coletivização era o seu propósito em benefício geral. Por um tempo foi preso por escrever artigos contra Napoleão III. Depois de sua libertação se exilou na Bélgica. Em 1862 foi perdoado pelo imperador e voltou a Paris que por suas ideias socialistas se tornaria muito influente.

OBRAS PRINCIPAIS:

Qu’est-ce que la Proprieté?, 1840

De La Justice Dans La Revolution et Dans l’Eglise, 1858

De La Capacité Politique des Classes Ouvirières, 1865

Nenhum comentário: