quinta-feira, 22 de março de 2018

JIRAU DOS CÉLEBRES: LILICO

É BONITO ISSO?

Olívio Henrique da Silva Fortes, o Lilico (Rio de Janeiro 1937 - Cabo Frio 1998) humorista e cantor fluminense, um dos maiores humoristas brasileiros, quando jovem vendia bala nos bastidores
dos programas da Rádio Nacional. Começou sua vida artística como calouro no programa Trem da Alegria, primeiro programa do qual participou como humorista. Na televisão, começou em 1968, no humorístico Balança Mas Não Cai. Na Rede Globo, participou do programa "Oh, Que Delícia de Show", apresentado pela atriz Célia Biar. Depois, o programa passou a se chamar "Alô Brasil, Aquele Abraço", usando seu bordão. Lilico continuou na atração até ser convidado pela produção do programa A Praça da Alegria, criando seu personagem "O Homem do Bumbo", na qual chamava as pessoas tocando esse instrumento. O personagem entrava em cena cantando o refrão: "Tempo bom, não volta mais saudades de outros tempos iguais!", além dos bordões "é bonito isso", "não sabe brincar não brinca", "tô invocado hoje", entre outros; depois foi para o SBT, trabalhar no humorístico A Praça é Nossa, com Carlos Alberto de Nóbrega, até 1998, quando faleceu vitimado por problemas respiratórios. Além de humorista, Lilico foi também cantor e compositor, lançando seu primeiro sucesso em 1970: "Tempo bom", em parceria com o também ator Grande Otelo. Gravou, no total, 5 álbuns. Lilico, na realidade, nasceu para a arte de fazer rir com seu bumbo indefectível e sua excepcional habilidade para contar histórias engraçadas. 


Nenhum comentário: