sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

JIRAU DOS CÉLEBRES: AUGUSTO CALHEIROS

AUGUSTO CALHEIROS, O SENHOR DA VOZ



Augusto Calheiros (Murici 1891 – Rio de Janeiro 1956) cantor e compositor alagoano, foi um dos mais profícuos cantores brasileiros. Conhecido como “A Patativa do Norte”, foi destaque no carnaval carioca de 1928 com sua música “Pinião”. Calheiros passou a vida com apenas um pulmão funcionando devido uma tuberculose que contraiu ainda moço. Odeon, RCA Victor e Todamérica foram algumas das gravadoras nas quais Augusto Calheiros trabalhou. Faleceu no dia 11.01.1956, por falência múltipla dos órgãos, portanto há 61 anos. "Senhor da Floresta" (René Bittencourt), uma de suas músicas mais conhecidas, foi gravada em 1945.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

BELÉM: ONTEM E HOJE



Registro 1; Avenida Tito Franco, vendo-se à direita o Bosque Rodrigues. Ano: 1898. Por Felipe Augusto Fidanza. 

Registro 2: Avenida Almirante Barroso, com as imponentes árvores do Jardim Botânico Bosque Rodrigues Alves.  Autor: Enzo Carlo Barroco. Ano 2016.



A ÁSPERA POESIA DE NICODEMOS FIG

TROVAS DESABRIDAS - QUINTETO I

NATAL
Não acho que essa data
tenha algo especial,
o próprio Cristo Jesus
nunca festejou Natal.

PARA QUEM SÓ FALA EM GRANDEZA
Tu que só fala em grandeza
e mais que os outros quer ser
tem uma cova exclusiva
esperando tu morrer.

PARA AS FALSIDADES DO ANO NOVO 
A passagem no Ano Novo
é algo que dilacera
é nessa data estrambótica
que a falsidade impera.

VIDENTES: PERFEITOS CANALHAS
Aos videntes e afins
um presságio eviterno:
o trem da morte os espera
para levá-los ao inferno.

INCAUTOS: PERFEITOS IDIOTAS
E aos perfeitos idiotas
que creem nesses infames,
merecem perder dinheiro,
passar por muitos vexames. 
 



quarta-feira, 9 de novembro de 2016

LINHAS BARROQUIANAS - POEMAS DE UM VERSO SÓ - Nº 7


INCOMPLETUDE
O escritor que não alcança fímbria do poema!


A ESCADA IMAGINÁRIA
A lua sobe;  uma escada abstrata no horizonte.


POEMA PERDIDO
Lívida lauda à espera de um poema.


LEITURA
Livro aberto – um esplêndido mundo entre as páginas.


AMANHECER
A luz retrai as trevas. O dia se espreguiça

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

BELÉM: ONTEM E HOJE



Registro 1: O imponente prédio do Instituto Lauro Sodré na Avenida Tito Franco, que depois passou a se chamar Almirante Barroso. Ano de registro 1902. Autor desconhecido.

Registro 2: O mesmo prédio, hoje abriga o Tribunal de Justiça do Estado do Pará. Ano de registro 2016. Por Enzo Carlo Barrocco.