sexta-feira, 7 de abril de 2017

JIRAU DOS CÉLEBRES - ANTÔNIO FIRMINO

ANTÔNIO FIRMINO: O PREDILETO DO IMPERADOR 


Antônio Firmino Monteiro (Rio de Janeiro 1855 – Niterói 1888), pintor fluminense, teve uma infância pobre e logo foi trabalhar para dar apoio ao sustento da família. Passou por algumas profissões (caixeiro, encadernador e tipógrafo) antes de entrar, tardiamente, para a Academia Imperial de Belas Artes. Vitor Meireles, Agostinho José da Mota, Pádua e Castro e Zeferino da Costa foram seus mestres na Academia. Firmino era um excelente pintor de paisagens e cenas pitorescas do Rio de Janeiro em meados do século XIX. Em 1880, com a especial ajuda do Imperador D. Pedro II, viajou à Europa, voltando logo depois para concorrer a uma cadeira de Paisagem, Flores e Animais da Academia, ficando em 2° lugar. Entre 1879 e 1884 se apresentou nas Exposições Gerais de Belas Artes. Recebeu, na primeira, uma Segunda Medalha de Ouro e, na seguinte, a comenda de Cavaleiro da Ordem da Rosa, por uma participação que incluía O Vidigal, Um vendedor de balas e jornais, Fósforos!, Camões no seu leito de morte e várias paisagens. Firmino, também lecionou pintura na Escola de Belas Artes da Bahia, e perspectiva e teoria da sombra no Liceu de Artes e Ofícios da Bahia, em Salvador, onde permaneceu por um breve período. Antônio Firmino é um artista menos conhecido dentro de nossa cultura, no entanto seu talento artístico o coloca entre os maiores pintores brasileiros de todos os tempos.


 

Paisagem (1885) De Firmino Monteiro no Museu Afro Brasil, São Paulo.

quinta-feira, 9 de março de 2017

JIRAU DOS CÉLEBRES - ANA PAULA OLIVEIRA

 

ANA PAULA OLIVEIRA: MODELO DE PROFISSIONAL 



 Ana Paula da Silva Oliveira, paulista da capital, jornalista, empresária, árbitra de futebol e modelo, no convés da fragata desde 1978, integra há algum tempo o quadro de arbitragem de futebol da Federação Paulista, famosa por ser uma das primeiras auxiliares a atuar na divisão principal do Campeonato Brasileiro. Ana Paula é uma mulher belíssima e seu trabalho na arbitragem rendeu a ela a possibilidade de realizar palestras para empresas e participar de vários programas de televisão. Sua carreira começou em 1998. Por alguns supostos erros em clássicos do futebol brasileiro, Ana Paula, certa época, foi afastada por 15 dias dos gramados. Posou para uma revista masculina em 2003, sendo considerado um dos melhores ensaios do ano. Por algum tempo esteve lesionada não conseguindo passar  no teste físico. Devido a isso, a árbitra perdeu o seu escudo da FIFA. Em 2009 participou do reality show “A Fazenda” da TV Record. Após sair do programa, logo na primeira eliminação, Ana Paula passou a ser repórter do Programa Esporte Fantástico, integrando, também, a equipe de comentaristas esportivos da emissora. Em 2012, passou a integrar o programa esportivo Alterosa no Ataque da TV Alterosa, afiliada do SBT, em Belo Horizonte. No dia 11 de dezembro de 2012, o goleiro Marcos convidou-a para apitar o seu jogo de despedida do futebol. Ana Paula, até hoje, é um ícone dentro do futebol brasileiro, por ter sido uma das primeiras mulheres a encarar o desafio de atuar como auxiliar de arbitragem dentro de um universo quase que totalmente masculino, mostrando que é possível para a mulher trabalhar em toda e qualquer profissão.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

A POESIA BAIANA DE KÁTIA BORGES



O POEMA...

Efígie

Costura o sol no peito
pela parte de dentro
da blusa, como se efígie
reversa, o ano inteiro,
e no lado inverso escreve chuva.

Subverte as estações
por dentro e, no inverno,
orquestra flores,
enquanto o outono ainda
desfolha-se,
costura o sol no peito.














...E A POETA

Kátia Borges, baiana da Salvador, poeta, contista, cronista, romancista e jornalista, no convés da fragata desde 1968,  publicou seu primeiro livro, De Volta à Caixa de Abelhas, em 2002. Daí em diante lançou mais dois livros. Com as suas observações da vida em Salvador, Kátia conecta seus poemas as realidades locais e universais.  Kátia se mostra uma excelente poeta e seus escritos nos dão a medida exata de toda a sua sensibilidade. É um momento único cruzar com a poesia por esses caminhos, muitas vezes, nebulosos da literatura. Se dê ao deleite de conhecer  Kátia Borges.



NOITE ABERTA


sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

UMA CASA SIMPLES




















Desenho por Luiz Arthur - 06 anos




Uma casa simples
E a luz que nela havia
Se misturava à alegria
Que vazava das  janelas.

O sol alto se postava
Pela metade do dia
Uma bela sincronia
Envolvente e encantadora.

Assim o tempo passava
Com muita paz e harmonia
Derramando poesia
Sobre a paisagem toda.