quinta-feira, 22 de abril de 2010

ESCRITA


Enzo Carlo Barrocco



da palavra
no poema a fagulha
que se alastra

do verbo
a solidão que percorre
seu itinerário próprio

do poeta
a sua escrita imprevisível
a sua incógnita argumentação

Nenhum comentário: