sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

FLORES DE TRACUATEUA - Canto Nº 8

Enzo Carlo Barrocco


BALÉ
O sol nasceu deslumbrante
sobre a paisagem rural,
um balé desconsertante,
o vento no milharal.

A CHUVA QUE A NOITE TRAZ
Madrugada, a chuva encanta
e vem embalar o meu sono,
um galo perdido canta,
todo o resto é abandono.

A MANHÃ VEM SE MOVENDO
Os urubus abrem as asas,
a manhã vem se movendo,
neblina por sobre as casas,
há pouco estava chovendo.

CRIANÇA RIBEIRINHA
Montaria, sol a pino,
à margem esquerda do rio,
seu timoneiro: um menino,
um lindo sorriso abriu.

PARA SER BEM-SUCEDIDO
Para termos bons intentos
seja em qualquer profissão
tem que haver três elementos:
técnica, dom e paixão .

2 comentários:

Anônimo disse...

"... Bel-lís-si-mo... me encantei com o poema... me encontrei de fato com a realidade que o poema me reporta ao momento que Tracuateua atravessa... continue escrevendo... é impossível não chgar em Tracuateua, e não conseguir se extasiar com o que se vê por aí... é uma ciade que me inspira e me faz feliz"

Anônimo disse...

"... Bel-lís-si-mo... me encantei com o poema... me encontrei de fato com a realidade que o poema me reporta ao momento que Tracuateua atravessa... continue escrevendo... é impossível não chgar em Tracuateua, e não conseguir se extasiar com o que se vê por aí... é uma ciade que me inspira e me faz feliz"