quarta-feira, 12 de agosto de 2015

A POESIA ARGELINA DE RACHID BOUDJEDRA



O POEMA...


OS CORVOS

Nas ruas de Argel
Os corvos têm pinta de paraquedistas
Minhas armas pegajosas
Vomitam sobre as paredes brancas.
O Qasba
sangue amarelo
Nos jardins do meu bairro
Almond continua o ódio
O céu está cheio de névoa sórdida
E tem o rosto de um carrasco
Nas vielas de Constantine
As mulheres andam rápido
E suportam nas orelhas
Eletrodos cinzas.

Tradução para o espanhol por Myriam Montoya a partir da tradução francesa de Antoine Moussalli
Tradução do Espanhol por Guilhermo Favaro Pez


...E O POETA

 








Rachid Boudjedra, argelino de Ain-Belda, poeta, novelista, ensaísta, educador, cineasta e roteirista, no convés da fragata desde 1939, é um dos mais renomados  escritores argelinos  da atualidade. Sua obra já foi traduzida para mais de 30 idiomas e sua mais famosa novela “O Repúdio”, de 1972, foi proibida na Argélia por 14 anos. Rachid é um notável defensor dos direitos humanos e por isso já foi perseguido politicamente em seu país. Um escritor criativo revelando  as mazelas e sua visão do mundo através de sua excelente obra literária.

Nenhum comentário: