quarta-feira, 29 de outubro de 2008

ROBERVAL PEREYR - A BAHIA TEM O SEU POETA


ROBERVAL PEREYR

Antônio Cardoso 1953

Poeta e novelista baiano


ENREDO

Invento minha flor entre dois porcos
e amanheço de óculos numa praça
oca.

Incendeio meus sonhos numa esquina,
deixo as cinzas numa encruzilhada
sob o choro rasante da amada
louca.

Atravesso o destino com um mendigo
e adoto seu nome
e sua fome.
Com sua voz desdentada eu faço um hino.

Eis o homem.


Nenhum comentário: