quarta-feira, 5 de agosto de 2009

FLORES DE SALSA


Enzo Carlo Barrocco




O que vejo seria uma estrada cujas margens

estariam cobertas de flores de salsa,

o chão carregado de roxo,

onde ninguém mais observasse.


O sol sobre essas flores

daria um excelente aspecto,

uma casa de telhas novas e a simplicidade

de uma fileira de cajueiros.


As nuvens se movendo lentas

no céu esplêndido;

borboletas num pé de papoula.

O dia correndo muitíssimo bem.



Nenhum comentário: