sexta-feira, 11 de setembro de 2009

CANTATA


Enzo Carlo Barrocco





A lua acende a noite

que, por sua vez, se acendeu ao sol.

Espera as estrelas tomarem posição.

Somente os grilos e outros

poucos animais da noite

trarão desassossego

ao silêncio e à brisa.


Pois bem!

Aproveita se teu sono é justo,

que o homem honesto não

se fabrica em série.

A lua sobe,

a cantata dos galos se aproxima.


Nenhum comentário: