segunda-feira, 19 de outubro de 2009

A SIMPLICIDADE DO ATO


Enzo Carlo Barrocco





Beber água na concha da mão,

na concha da folha,

igarapé da lenha.


A simplicidade do ato

e não a desigualdade do fato;

pelos sobreviventes desses igapós.


Assim a tarde se afasta,

consequentemente o silêncio se alastra;

pássaros retornam para dormir.



Nenhum comentário: