segunda-feira, 4 de junho de 2007

CONFISSÃO

X

Um comentário:

Analuka disse...

Sim, destes restos de memórias, desejos e histórias de si tecemos nossas letras, talhamos nossos poemas, destilamos as águas de nossas emoções, transformamos amor e dor em poesia...