quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

UMA FLOR DO CANTEIRO DE CARMEM


Carmem Vasconcelos
(Angicos 1965)
Poeta potiguar

Terceira cantiga de abril

Agora te conheço, amor perdido,
Macerando meu corpo animado e morto.
Agora te conheço, amor perdido,
Planando numa dessas folhas de vida.
Agora te conheço, amor perdido,
Súbito reverso dos meus ossos.
Agora te conheço, amor perdido,
Cinza de alumínio, câncer amarelecido,
No entanto, padeço de liberdade.

Nenhum comentário: