quarta-feira, 14 de maio de 2008

ANJINHO

Enzo Carlo Barrocco




























...muito bem, menino sujo,
anjo preto, pequenino,
tens um único destino.

Anjinho de belas asas,
sem laivos no coração
nesta pequena canção
lividamente perpassas. 

Menino preto, berilo,
anjinho sem Deus, nem céu,
embrulhadinho em papel
de jornal dorme tranquilo. 

Muito bem, menino sujo,
anjo preto, pequenino,
tens um único destino...

Nenhum comentário: